Unidade de Conservação - Parque Estadual de Acaraí

Criado em 23 de setembro de 2005, pelo Decreto Estadual n° 3.517, localizado no município de São Francisco do Sul, o Parque Estadual Acaraí é uma ação propositiva para o estabelecimento de uma política territorial direcionada, em especial, para o turismo e para o desenvolvimento regional.

Foto: Carlos Alberto Cassini


Considerando que a Mata Atlântica é um dos biomas mais ameaçados do planeta e por isso as ações para sua preservação, recuperação e restauração são prioridades nas políticas de conservação de biodiversidade, a criação do Parque Estadual Acaraí representa uma conquista para todos os catarinenses.


Foto: Carlos Alberto Cassini

Esta unidade de conservação com uma área aproximada de 6.667 hectares localizada na planície litorânea da ilha de São Francisco, somado o arquipélago Tamboretes, pertencentes ao município de São Francisco do Sul, é mais uma iniciativa governamental e da sociedade civil no sentido de garantir a preservação de áreas de valor cênico, de relevância em biodiversidade e do mais importante remanescente contínuo de ecossistemas costeiros em Santa Catarina formado pela restinga da Praia Grande, e de ampliar o conhecimento de nossa história pré-colonial e colonial. O complexo hídrico existente nesta área, formado pelo rio Acaraí, que dá o nome ao Parque, nascentes do rio Perequê e lagoa do Capivaru, é responsável pelo abrigo, reprodução e alimentação de várias espécies aquáticas, que somado a Vegetação de Restinga e de Floresta das Terras Baixas do Domínio da Mata Atlântica, constituem local para proteção da flora e fauna, entre elas as endêmicas e ameaçadas de extinção.

A criação de um parque estadual é uma ação propositiva para o estabelecimento de uma política territorial direcionada, em especial, para o turismo e para o desenvolvimento regional e a conciliação do processo de desenvolvimento municipal com a preservação ambiental em bases sustentáveis.


A necessidade de promover educação ambiental, propiciando por meio do contato das pessoas com a natureza, a sensibilização para a conservação dos recursos naturais e para o desenvolvimento de valores e atitudes compromitentes com a boa qualidade de vida, ratifica em muito a iniciativa de se criar unidades de conservação.

Foto: Carlos Alberto Cassini

O apoio para criação e implantação do Parque Estadual Acaraí é oriundo dos recursos da compensação ambiental decorrente do licenciamento efetuado pela FATMA de uma Unidade da empresa VEGA do Sul S/A.

Fonte: www.fatma.sc.gov.br/educacao_ambiental/acari.htm